Comentários

(148)
Paulo Antonio Papini, Advogado
Paulo Antonio Papini
Comentário · mês passado
Em certo momento parece que esse artigo foi escrito por mim [ou para mim]. A pior nota que eu tive em faculdade foi em Processo Civil. Hoje é a área na qual, além do Doutorado que estou fazendo e de algumas pós que já fiz, domino com relativa maestria e, sem falsa modéstia, conheço pouquíssimos Advogados (titulados ou não, e títulos acadêmicos não são, necessariamente, sinônimo de saber jurídico) que conhecem Processo Civil melhor que eu. Por exemplo, até o momento (e meu trabalho - tese - de doutoramento, apesar de ser Constitucional, na verdade está ligado ao Novo CPC e é, absolutamente inédito), tenho uma estatística no meu escritório e 85 dos Agravos de Instrumentos que interpusemos foram providos. A primeira decisão no Brasil que determinou a suspensão do passaporte de um devedor fora totalmente desconstruída por um Habeas Corpus (sim, é possível HC no processo cível como sucedâneo de recurso - há uma série, no meu canal no Youtube (Processo em Revista) intitulada "Suspensão de Passaporte e sua Ilegalidade - 13 Reasons Why"). Mas, como digo, esse artigo foi escrito, ou poderia ter sido escrito por mim. O Dr. Evinis Talon, Advogado por quem tenho profunda admiração já deve ter sido chamado de moleque por profissionais mais velhos, melhor dizendo, velhacos. Lembro que no meu começo na Advocacia ouvi algumas vezes, de advogados cujas teses eu desmontei em processos, a expressão: "eu tenho de vida mais tempo que você tem de Advocacia". Já dei algumas respostas espirituosas em relação a isso: a) e continua advogando mal; b) ótimo, dr., escreva isso na petição, quem sabe o Juiz não considere uma tese juridicamente válida. Hoje com 45 primaveras deixei de ouvir essa bobagem. Outro ótimo conselho do Dr. Talon: não deem de graça a única coisa que podem vender, que é vosso conhecimento. Partilhar conhecimento com Colegas é ótimo e algo a ser incentivado, aliás, volta e meia ajudo algum colega com dúvidas em Processo Civil, contudo, apenas certifiquem-se que existe uma relação de reciprocidade em relação aos colegas com os quais partilham o vosso conhecimento. Ah, finalizando esse brevíssimo comentário, eu não fui aprovado no exame da ordem, ok, tive que fazê-lo mais uma vez. Na época tive um profundo sentimento de fracasso, mas sobrevivi e estou bem, produzindo a rodo, palestrando pela Ordem, com um escritório pequeno mas de muita eficiência e tenho a honra de ter como meu orientador no Doutoramento um dos maiores juristas da Europa. Então, meus caros, se vc não passou no exame da ordem, não desanime, relaxe por um dia, estude de forma redobrada a vá a luta. Um abraço a todos. Paulo Antonio Papini
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Paulo
(011) 99262-39...Ver telefone
(011) 99484-67...Ver telefone
(011) 3876-40...Ver telefone
1199484-67...Ver telefone
Rua Purpurina, 131, conjunto 52 - São Paulo (SP) - 05435030

Paulo Antonio Papini

Rua Purpurina, 131, conjunto 52 - São Paulo (SP) - 05435-030

(011) 99262-39...Ver telefone

(011) 99484-67...Ver telefone

(011) 3876-40...Ver telefone

1199484-67...Ver telefone

Entrar em contato